Se perguntarmos quais os grandes sonhos para os próximos dois anos das pessoas que nos cercam, é provável que boa parte vá responder algo ligado a uma viagem. Viajar está na lista de sonhos de muitas pessoas.

Viajar expande horizontes, nos torna pessoas mais completas, conhecemos novas pessoas, mas, sobretudo, constrói memórias. Sempre que fazemos uma viagem temos histórias para contar. Passamos por situações, vemos cenários e conhecemos pessoas que nos marcam pelo resto da vida. Envelhecemos e não cansamos de recordar e contar as histórias passadas em determinadas viagens. A experiência de viagem supera em muito a experiência de consumo, por isso faz parte da lista de prioridade das pessoas.

Mas, viajar custa dinheiro e, dependendo do destino, pode custar muito. Isso faz com que boa parte das pessoas desistam do sonho. Quem nunca teve o sonho de conhecer um ou mais países europeus e desistiu e trocou o destino por uma viagem nacional? Mas, com planejamento financeiro é possível realizar seus sonhos de destino.

A primeira questão a ser enfrentada é abrir mão do consumo hoje para desfrutar uma viagem no futuro. Por exemplo, do quanto você gasta em restaurantes ou roupas todos os meses. A blogueira de turismo Amanda escreve semanalmente no Blog “Amanda Viaja”, no Estadão, e costuma sempre falar: “Não dá para reclamar que não sobra dinheiro para viajar se você gasta trezentos reais todo mês no que não precisa. Querer viajar todo mundo quer. Mas poupar dinheiro ainda é a maneira mais eficiente de transformar o “querer” em “poder” – e deixar de ser um sonhador para se tornar um realizador”.

As colocações de Amanda são verdadeiras. Veja uma conta simples: Se você gasta R$ 100 em roupas todo mês e mais R$ 100 em restaurantes, no final do ano, você gastou R$ 2.400 reais nesses dois itens. Se colocar esses R$ 200 por mês na poupança, no final do ano você terá ao menos R$ 2.500. Valor suficiente para custear uma passagem de ida e volta para vários destinos da Europa, Estados Unidos, América Central ou América do Sul. O fato é que com uma economia simplesé possível custear sua passagem aérea.

Então o primeiro passo é começar a economizar no seu dia a dia a fim de um objetivo maior:a viagem. Para isso, use também aquelas verbas a mais recebidas todo ano como a restituição do Imposto de Renda, participação em lucros da empresa em que trabalha ou mesmo o 13° salário.

O segundo passo é planejar sua viagem de forma a ficar mais econômica. Vamos dar apenas um exemplo: uma passagem para Miami ida e volta em setembro desse ano de 2016 estava em promoção por R$990 mais taxas de embarque. Essamesma passagem pela mesma empresa aérea custavaR$ 4.100 mais taxas de embarque em dezembro.

Portanto aqui vai a primeira dica: fuja das altas temporadas, tente planejar suas viagens para a meia estação, como março, abril, maio, setembro, outubro e novembro. Geralmente, nesses meses as passagens, hotéis e locação de veículos estão mais baratos, você encontra temperaturas mais moderadas e cidades mais vazias e com menos filas.

A segunda dica é usar buscadores de promoção de passagens. Há diversos sites que usam ferramentas de pesquisa para indicar ofertas e passagens baratas. Para lhe ajudar, listamos alguns deles:

No primeiro, o Viajanet, é possível informar o destino a ser visitado e ele indica quais as datas em que as passagens aéreas estão mais baratas.

Já a terceira dica é pesquisar hotéis de forma estratégica. Ou seja, não adianta economizar com um hotel muito barato, mas ele não oferece café da manhã e fica longe das principais atrações que deseja visitar. Dessa forma, você vai gastar mais com alimentação e com transporte, além do tempo de locomoção. Esse é um erro muito comum, mas possível de ser evitado. Procure hotéis localizados próximos a essas atrações ou com transportes rápidos e simples para ir até elas.

Como para as passagens aéreas, existem diversos sites de pesquisas de hotéis. Nossa recomendação é ler atentamente os comentários dos hospedes.Geralmente, é lá que estão as informações mais valiosas, dicas de quem se hospedou no hotel.

Abaixo alguns sites recomendados:

www.tripadvisor.com.br/

www.booking.com

 www.trivago.com.br

www.hoteis.com.br

A quarta dica é pesquisar com cuidado o transporte a ser utilizado no destino ou destinos. Hoje, há centenas, senão milhares de blogs de turismo. Pesquise muito sobre o destino escolhido, descubra se o transporte público é bom, quanto custa, os itinerários etc. Muitas vezes, alugar um carro é mais vantajoso do que utilizar o transporte público.. Em Nova York, por exemplo, o metrô atende praticamente toda a cidade, é rápido, fácil, barato e uma forma de você adentrar no cotidiano no morador local. Já se seu destino é Orlando ou Miami, alugar um carro é a melhor opção.

Novamente, use a abuse dos blogs de viagens. Neles é possível encontrar muita informação para economizar, desde bons restaurantes a preços ótimos, promoções de ingressos, dicas de hotéis e albergues, roteiros etc. O link http://www.melhoresdestinos.com.br/20-melhores-blogs-sobre-viagens-turismo.html traz uma listagem de blogs que certamente vão auxiliar sua pesquisa e onde encontra-se dicas valiosas para economizar e conseguir fazer sua viagem dos sonhos.

Por último, devemos lembrar que várias instituições financeiras disponibilizam linhas de crédito específicas para viagens. Analise seu orçamento, faça um bom planejamento e boa viagem!